Concurso, Portal Uai, Belo Horizonte, MG

publicidade

Procuradoria-Geral do DF define comissão de concurso com 100 vagas

As chances serão para os cargos de analista jurídico e técnico jurídico

08/02/2019 10:47

Mariana Fernandes

Evandro Matheus/Esp.CB/D.A Press
A Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) definiu a comissão especial destinada a adotar as medidas referentes à elaboração do concurso público para provimento de cargos efetivos da carreira de apoio às atividades jurídicas da PGDF. A portaria foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF) desta sexta-feira (8/2). Serão oferecidas 100 vagas para os cargos de analista jurídico e técnico jurídico.

Do total de vagas, 57 serão destinadas ao cargo de analista e 43 para técnico. Os profissionais têm carga horária de 40 horas semanais e remunerações iniciais de R$ 7.760 e R$ 4.940, respectivamente. Os valores podem subir de acordo com a progressão na carreira, sendo de até R$ 10.194,22 e R$ 6.489,62. Os interessados podem ver mais detalhes sobre a carreira na PGDF aqui.

Atribuições da comissão:

  • Coordenar e acompanhar as atividades pertinentes à realização do concurso público para preenchimento das vagas dos cargos de analista jurídico e técnico jurídico, da carreira de apoio às atividades jurídicas  do Distrito Federal.
  • Realizar estudos e promover os atos com vistas à contratação de pessoa jurídica para a realização do concurso público, em observância ao Projeto Básico aprovado.
  • Supervisionar a execução do contrato.
  • Fornecer as informações necessárias à realização do concurso público para a pessoa jurídica contratada, bem como para as autoridades competentes.
  • Analisar e propor a aprovação de editais, comunicados, cronogramas e instrumentos correlatos.

Último concurso

Realizado em 2010, foram abertas 69 vagas, sendo 46 vagas para técnico jurídico de apoio administrativo, 13 vagas para analista jurídico – direito e legislação, três para analista jurídico – análise de sistemas, uma para analista jurídico – administração, uma para analista jurídico – arquitetura, uma para analista jurídico – arquivologia, uma para analista jurídico – biblioteconomia, uma para analista jurídico – contabilidade, uma para analista jurídico – engenharia agronômica e uma para analista jurídico – jornalismo.

A banca organizadora foi o Instituto Americano de Desenvolvimentos (Iades). De acordo com a banca, foram efetivadas 41.036 inscrições, sendo 32.319 inscrições para o cargo de técnico jurídico de apoio administrativo.

Com 60 questões, houve a aplicação de provas objetivas para todos os cargos. Foram cobrados conhecimentos em língua portuguesa, atualidades, noções de direito administrativo, legislação aplicada aos servidores da PGDF, noções de direito constitucional e conhecimentos específicos. Para os cargos de nível superior, os candidatos também fizeram provas discursivas e avaliação de títulos.