Concurso, Portal Uai, Belo Horizonte, MG

publicidade

PCDF: banca organizadora do concurso está em fase de escolha

O concurso ofertará vagas para escrivão e agente de polícia

24/05/2019 16:54 | Atualização: 24/05/2019 16:54

Victória Olímpio*

Divulgação/Agência Brasília
A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) confirmou que o processo para contrato da banca organizadora, que será responsável pelo novo concurso público, já está em fase de escolha. De acordo com a assessoria, o procedimento é de atribuição do Departamento de Administração Geral (DAG) e o processo se encontra nesse departamento. 
 
Não há, portanto, cronograma oficial definido para nenhuma fase do concurso, que ofertará vagas para o cargo de escrivão de polícia. O processo para preenchimento de vagas para agente de polícia ainda se encontra em fase de autorização.

Concurso

A abertura do concurso foi anunciada em fevereiro pelo governador Ibaneis Rocha. De acordo com ele, serão contratados 1,5 mil agentes e 300 escrivães. Para os cargos de Papiloscopista Policial, Escrivão de Polícia, Agente de Polícia e Agente Penitenciário o salários vão de R$ 8.698,78 a R$ 13.751,51.

Segundo a PCDF, um novo certame busca diminuir o problema de efetivo. De acordo com dados do Portal da Transparência do DF, há atualmente 4.368 postos vagos na Polícia Civil da capital. Sendo, agente policial de custódia (356), agente de polícia (2.977), escrivão (615), papiloscopista (113), perito médico legista (80) e perito  criminal  (227).

último concurso da PCDF para o cargo de agente de polícia ocorreu em 2013. Foram ofertadas 300 vagas e outras 600 de cadastro reserva. O salário, há época, era de R$ 7.890,05. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) foi a banca organizadora. 

Para o cargo de escrivão, o último certame também foi realizado em 2013. Na ocasião, foram ofertadas 98 vagas para o cargo, com formação de cadastro reserva para 196 vagas.

Houve provas objetivas e discursivas, com questões de língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico, atualidades, noções de direito constitucional, administrativo, penal, processual penal, legislação específica e penal extravagante. Além de teste de capacidade física, avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.
 
* Estagiária sob supervisão de Anderson Costolli